O Instituto 5 Elementos, comemora o dia da biodiversidade!

O dia 22 de maio é uma data internacional sancionada pelas Nações Unidas para promoção de questões em prol da biodiversidade.

 

Um meio ambiente saudável com os ecossistemas cuidados protegem  toda  vida no planeta  contra as adversidades de desastres naturais, regulação do clima e consequentemente podemos usufruir do solo fértil e tudo o que ele pode nos proporcionar.

 

Trabalhando com ações voltadas a esses  cuidados, o Instituto 5 Elementos desde sua fundação em 1993, atua  por esta causa  em atividades  de  educação ambiental em escolas, políticas públicas, inserções em diversos projetos de seus parceiros e mais,  suas publicações , que são muito apreciadas,  resultado de estudos de seus trabalhos.

 

Com o apoio de seus seguidores, continuamos com nossa luta pela vida de todos, com qualidade.

Edital da Comissão Interinstitucional de E. A de SP – CIEA/SP

A Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental de São Paulo – CIEA/SP, publicou Edital para renovação das cadeiras de representatividade composta de Movimentos Sociais e Organizações Sociais da Sociedade Civil.

 

O  Chamamento Público é de suma importância por resultar  em impactos positivos significativos não só para  a educação ambiental mas,  também para a sociedade do Estado de São Paulo.

 

O 5 Elementos colaborou  e esteve representado por Patricia Otero fundadora e associada. Patricia foi eleita membro titular da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental do Estado de São Paulo-CIEA  até dezembro de 2021.

 

Apoie e faça sua inscrição, se você está dentro dos requisitos inseridos nos links abaixo:

 

Mov. Sociais e Org. Soc. Civil – https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/editais/2022/04/edital-de-chamamento-publico-no-04-2022-cea/

CTEA-CBHs – https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/editais/2022/04/edital-de-chamamento-publico-no-03-2022-cea/

Inst. Ens. Superior – https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/editais/2022/04/edital-de-chamamento-publico-no-02-2022-cea/

28 de abril, Dia Mundial da Educação

O Instituto 5 Elementos com muito orgulho,  comemora   uma trajetória longa  de ações voltadas para a educação ambiental, desde a sua fundação em 1993.

Esta data foi estabelecida em função do Fórum Mundial da Educação, organizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO)

E a educação para o Instituto, abrange  anos de inserção nas escolas com espaços educadores, produção de materiais educativos  diversos, disseminando os ideais da sustentabilidade.

Por meio de suas práticas  o Instituto vem promovendo a conscientização para a cidadania e a sensibilização de todos envolvidos para  uma tomada de consciência  do  ser com a natureza que faz  parte de nossa evolução e melhoria de nosso “status quo”.

Lançamento do livro Princípios de Educação Ambiental

No dia 26 de abril ocorreu o evento de lançamento do livro “Princípios de Educação Ambiental” e essa obra é de extrema importância no atual contexto da Educação Ambiental brasileira, e o impacto que a história e as ações do Instituto 5 Elementos e muitos parceiros teve na temática. Agradecemos  a UNIFESP,  especialmente ao Zysman Neiman e a Andrea Rabinovici,  por lembrar do nosso trabalho em Educação Ambiental!

O livro é definido da seguinte maneira: “A presente obra é somente uma contribuição de síntese, de tudo que se avançou (ou não) na Educação Ambiental até o presente momento, incluído aqui o período de “dormência” vivenciado no Brasil, tanto pelas questões sanitárias da pandemia, quando pelos retrocessos políticos na pauta socioambiental e educacional. A intenção é reunir no livro um apanhado das concepções teóricas e das práticas da Educação Ambiental brasileira, para que, ao olhar para o passado e constatar como chegamos e esse nosso presente, encontremos caminhos sobre como podemos construir nosso (novo?) futuro. Testemunhar os depoimentos dos educadores e das educadoras ambientais que gentilmente emprestaram suas memórias para nos acalantar de sonhos, serviu-nos para ganhar ânimo renovado para a jornada que ainda precisa ser cumprida.”

Para fazer o download do livro é só clicar no seguinte link.

Semana Comemorativa – Igualdade de Gênero

No último post de nossa semana comemorativa, queremos trazer uma pauta que escrevemos sobre no Dia Internacional das Mulheres mas deve ser pauta diária na luta pelo meio ambiente. A presença feminina no meio da Educação Ambiental e na luta pela preservação e sustentabilidade da natureza brasileira sempre foi algo presente e buscado pelo Instituto 5 Elementos. Nosso objetivo é aplicar o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 5 – Igualdade de Gênero em todas nossas ações.

 

Desde 2020, temos trabalhado diretamente com mulheres no estado do Amazonas, o maior estado brasileiro que contem grande parte do bioma amazônico em seu território. Trabalhar com projetos, oficinas e ações diretamente para e com esse público é garantir a continuidade e existência das florestas brasileiras, empoderando e oferecendo conhecimento para que líderes ambientais sejam formadas e se integrem cada vez mais a luta,

 

Para relembrar esses projetos, recomendamos a leitura das seguintes postagens:

 

 

 

Semana Comemorativa – Água

Hoje iremos falar sobre a temática central de diversas de nossas publicações, a água e sua importância em nossas vidas! O Brasil é um país extremamente rico deste recurso natural, que nem sempre é bem cuidado, tratado e de acesso a todos os brasileiros. Lutamos para que a água de qualidade seja um direito para todos e que seu cuidado seja propagado por toda a sociedade, ultrapassando os limites dos ambientalistas e chegando até as camadas de nossa população que mais precisam.

 

Durante os últimos 29 anos, realizamos ações, projetos, publicações, seminários e tudo aquilo que iria atingir nosso público final: os brasileiros. Recomendamos a leitura sobre os seguintes projetos e publicações:

 

 

 

 

 

 

 

Novo relatório do IPCC alerta, novamente, sobre o problema das mudanças climáticas

O IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) é um órgão criado pela Organização Meteorológica Mundial e pelo Programa das Nações Unidas para o Ambiente no ano de 1998. O objetivo desse painel é oferecer aos governos informações cientificas que possam ser úteis e utilizadas como base para a criação e desenvolvimento de políticas climáticas nacionais. Todo o trabalho feito pelos milhares de experts e acadêmicos é voluntário e gera milhares de novos artigos científicos como resultado, portanto, o IPCC não produz ou conduz pesquisas, mas oferece o espaço para sua divulgação. Saiba mais no link.

 

Ontem (04/04), ao meio dia, foi lançado pelo IPCC um novo relatório sobre a emissão e redução da emissão de gases poluentes. O relatório aponta que quase a metade de todo o gás carbônico emitida pela humidade desde os primórdios da Revolução Industrial foram para o ar e, apesar dos esforços da sociedade civil, os últimos anos bateram recordes na emissão de gases poluentes. Todo o nosso trabalho tem sido desenvolvido para mitigar os resultados das mudanças climáticas e auxiliar na adaptação e preservação de nosso meio ambiente, dessa forma, pedimos urgência para que o governo brasileiro toma as devidas providências na criação de políticas para que nossa população não seja atingida por esse fenômeno de maneira desigual e injusta.

 

Para entender mais sobre a importância do relatório, recomendamos a leitura da matéria publicada pelo Observatório do Clima e a leitura do relatório em si.

Semana Comemorativa – Educação Ambiental

Nesse dia 5 de abril, gostaríamos de lembrar nossa luta e ações desempenhadas em prol da educação ambiental brasileira. Construir valor social, base de conhecimento, atitude e competência para a conservação do meio ambiente a ser utilizado coletivamente são processos inerentes à educação ambiental. Desde a década de 1990 estamos lutando pela aplicação e disseminação da EA em São Paulo, sempre lembrando a real necessidade dessa temática.

 

Nosso enfoque, no começo de nosso trabalho, era na cidade e no estado de São Paulo. A política pública de Educação Ambiental inclui, no sentido amplo, articular ações educativas de proteção e recuperação dos recursos naturais e de conscientizar o cidadão a se relacionar da melhor maneira com esses recursos. Trabalhamos com a pesquisa, propagação de materiais, conhecimentos e metodologias, além de parcerias com o setor público e privado para que toda a sociedade possa conhecer e interagir com a natureza de forma pacífica.

 

Alguns de nossos trabalhos com Educação Ambiental:

 

 

 

 

29 anos do Instituto 5 Elementos

Hoje damos início a semana comemorativa dos 29 anos do Instituto 5 Elementos! Em abril de 1993, após uma grande conferência do clima que foi realizada no Brasil – a Cúpula da Terra – e a nova dinâmica que o meio ambiente e as mudanças climáticas geraram no país foram essenciais para a criação da nossa instituição. Nosso objetivo sempre foi o de trazer encantamento para os mais jovens quando fossem entender e estudar a natureza, não transformando nosso meio ambiente em algo personificado, mas mostrando que devemos cuidar dela pois é o ser vivo que nos fornece tudo o que precisamos para sobreviver.

 

Ao longo desses 29 anos, realizamos parcerias, projetos, oficinas, workshops, seminários, trilhas, atlas, publicações, entre muitas outras ações em prol da preservação ambiental. Também sempre buscamos espalhar o consumo consciente, entendendo que o ato de consumir pode ser feito de maneira sustentável e ainda atingir todas as necessidades humanas.

 

Trazemos para nosso público a reflexão sobre o que foi e o que é o Instituto 5 Elementos para cada um. Sabemos que o quinto elemento pode ser algo diferente para todos, mas também é o que nos une! Para comemorar e relembrar esses 29 anos que passaram voando, nessa semana iremos relembrar nossos projetos realizados, e ainda em realização, de três grandes áreas: Educação Ambiental, Água e Igualdade de Gênero.

Livro gratuito de Educação Ambiental – Turbilhão de ventanias e farrapos, entre brisas e esperançares

Hoje gostaríamos de recomendar a leitura do livro de educação ambiental Turbilhão de ventanias e farrapos, entre brisas e esperançares!

O livro foi disponibilizado de maneira gratuita através dos links:

Editora Sustentável [download GRATUITO]
https://editorasustentavel.com.br/turbilhao-de-ventanias-e-farrapos-entre-brisas-e-esperancares/

Ou diretamente no blog GPEA [livro nº 13]:
https://gpeaufmt.blogspot.com/p/livros-capitulos.html

20 anos de Observatório do Clima e a luta pela preservação

O Instituto 5 Elementos deseja um feliz aniversário para o Observatório do Clima nesse dia tão importante! São 20 anos de luta pelo clima e pela preservação ambiental, sendo a principal rede da sociedade civil brasileira sobre mudanças climáticas. Somos uma das 70 organizações e movimentos sociais parceiros do OC e apoiamos diversas de suas ações e propostas, entre elas as ações contra o governo brasileiro em questões ambientais. O OC oferece apoio jurídico para ONGs e movimentos ambientais que estão dispostos O OC passou a dar suporte a processar o governo federal no STF e em outras instâncias.

 

Para saber mais sobre essa data, recomendamos a leitura no site do OC clicando neste link.

21 de março – Dia Mundial da Infância

Apesar da data comercial e festiva que o Dia Das Crianças pode representar em algumas localidades, o Dia Mundial da Infância traz um novo pensamento para essa parcela tão importante da sociedade. O dia 21 de março foi escolhido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) para ser o dia mundial para a reflexão sobre as condições de vida enfrentadas por todas as crianças do Brasil e do mundo. Nesse dia, devemos defender que todas as crianças tenham acesso a alimentação de qualidade, moradia, educação, um meio ambiente seguro e propício para seu desenvolvimento e, é claro, amor e carinho de todos ao seu redor.

 

O Instituto 5 Elementos celebra e reflete sobre esse dia tão importante! Devemos garantir que nossas crianças tenham acesso a um meio ambiente saudável e que possa proporcionar tudo aquilo que elas irão precisar para suas vidas. Assim, relembramos nossos projetos passados com muita alegria, como o Dedo Verde na Escola, e iremos nos empenhar para que cada vez mais crianças sejam impactadas pelos nossos projetos.

 

Feliz Dia Mundial da Infância!

Seminário Internacional em Educação Ambiental

No dia 24 de março de 2022, de forma virtual e através do Zoom, o Seminário Internacional em Educação Ambiental ocorrerá de forma totalmente gratuita.

De acordo com as organizadoras, “o objetivo é conhecer e desenvolver recursos ambientais em atores de câmbio, travessias de estratégias educativas que permitam contribuir com a formação ambiental, a sustentabilidade e a economia circular.”

Terão como palestrantes Heike Freire (criadora do marco educativo “Pedagogía Verde”), Richard Louv (Cofundador e Presidente Emérito de Children & Nature Network), Katia Hueso (Cofundadora Federación Nacional de Educación en la Naturaleza) e Valentina Alliende (Fundadora e Directora Forest School Chile).

É possível fazer sua inscrição aqui.

16 de março – Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas

O dia 16 de março foi definido como o Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas em 2011, fazendo 12 anos de aniversário hoje!

Nos últimos anos temos nos deparado com níveis alarmantes de desmatamento e de queimadas ambientais, que não prejudicam somente a fauna e flora dos biomas brasileiros mas sim influenciam as mudanças climáticas no mundo todo.

Nós, do Instituto 5 Elementos, buscamos levar a sustentabilidade através da educação. Nesse dia, gostaríamos de trazer para todo nosso público a reflexão de se realmente estamos preparados para a acentuação das mudanças climáticas e se estamos promovendo ações de mitigação.

Quais ações podemos tomar para que as Mudanças Climáticas possam ser levadas a sério?

Episódio de podcast “Educação Ambiental nas escolas, urgente”

A Educação Ambiental nas escolas brasileiras é uma das temáticas mais debatidas e incentivadas pelo Instituto 5 Elementos desde sua fundação. Trabalhamos diretamente com professores, educadores e gestores municipais e estaduais para tornar a Educação Ambiental algo acessível a todos os nossos pequenos brasileiros e brasileiras.

O podcast “Brasil Educação” convidou nossa fundadora, Mônica Pilz Borba, e nosso conselheiro, Adalberto Marcondes, aliados de outras convidadas, para debater a urgência e necessidade da temática. Recomendamos fortemente a escuta e o debate do podcast!

Ouça aqui.

ONU lança plataforma para estudo da Biodiversidade

A plataforma em questão, divulgada pela ONU através de Águas Mídia Livre Brasil,  proporciona mapeamento com mais de 400 dados do mundo sobre a Natureza, dando suporte a estudos aprofundados sobre as mais diversas regiões,  possibilidade de suporte de monitoramento e também a cursos e microcursos,  que ampliam conhecimentos para melhores soluções das práticas a serem implementadas junto à Agenda 2030.

 

https://brasil.aguas.ml/onu-lanca-plataforma-com-102-mapas-para-estudos-da-biodiversidade/

 

 

O que é a Agenda 2030 | What is the 2030 Agenda | GT Agenda 2030

 

 

A educação ambiental brasileira é feminina, e o Instituto 5 Elementos também!

Nos últimos anos, o Instituto 5 Elementos vem utilizando a Agenda 2030 como princípio norteador de seus projetos, sendo as mulheres um dos tópicos mais desenvolvidos por nós. Durante nossa busca pelo desenvolvimento sustentável e em prol da educação ambiental, percebemos que a igualdade de gênero é atrelada também a sustentabilidade.

No mês da mulher é muito importante trazer a tona uma temática muito presente na Educação Ambiental brasileira: a maioria dos educadores e professores que trabalham com a temática são mulheres. Sempre lembramos que nossa história e fundação somente foi permitida por conta do grupo de mulheres educadoras, que pertenciam a diversas áreas da educação, que perceberam a necessidade de tornar a EA um tópico presente em escolas, parques, empresas, governos e em todos os lugares da sociedade brasileira.

Ao ler o texto Educação ambiental: o papel das mulheres na preservação do ambiente é possível ver que autores renomadas também afirmam que as mulheres estão mais próximas da natureza de diversas maneiras, podendo ser de forma física ou espiritual. A mulher tende a ser mais sustentável e esforçar-se para preservar o meio ambiente ao ser redor, tendo respeito por tudo aquilo que a cerca. Sabemos essas afirmações são verdadeiras ao acompanharmos, além do nosso trabalho, o trabalho da Casa do Rio e do Instituto Zé Cláudio e Maria.

Assim, agradecemos a todas as mulheres que participaram e participam da nossa luta por um mundo mais sustentável e com a natureza preservada, garantindo os direitos de nossos filhos e das próximas gerações.

Instituto 5 Elementos comemora o Dia Internacional das Mulheres

Neste 8 de março, o Instituto 5 Elementos deseja agradecer a todas as mulheres que fizeram e fazem parte de sua história, desde suas fundadoras, que tanto batalharam para criar uma instituição que promovesse a Educação Ambiental de qualidade para toda São Paulo, suas associadas e conselheiras, e sua atual equipe, que cria e coordena projetos incríveis e de grande impacto. Obrigada!

Também agradecemos e seguimos juntas com todas as mulheres, buscando garantir o nosso direito de existência, de ir e vir em segurança e o nosso direito pela terra e seu bem estar. Obrigada por nunca soltar nossas mãos e por sempre acreditarem em seus direitos e sonhos.

A data representa um dia de luta e para não esquecer nosso público da luta que muitas mulheres ainda enfrentam, recomendamos que todos conheçam o trabalho das instituições #ElasNoPoder, Instituto Arueras, Casa do Rio, Projeto Saúde e Alegria e Instituto Zé Cláudio e Maria.

Seguimos juntas!

Instituto 5 Elementos e as Crianças: separação de resíduos sólidos

Ao longo deste mês falamos sobre diversas atividades e projetos que podem ser realizadas com crianças e seu envolvimento e pertencimento a natureza, oferecendo diversos exemplos de atividades ecopedagógicas. A ecopedagogia busca evitar que agressões sejam feitas contra o meio ambiente, sua fauna e flora, além de conscientizar sobre a manutenção e preservação de nossos biomas e de nosso planeta.

A primeira atividade que iremos sugerir neste último post, é o ensino da separação de resíduos sólidos em casa. Peça para que a criança fale tudo aquilo que ela considera como lixo. Após a resposta, explique que lixo é tudo aquilo que não pode ser reciclado mas praticamente todos os resíduos sólidos podem ser reciclados se descartados da maneira correta – e o que mais temos em nossas casas são resíduos sólidos.

Após essa breve explicação, utilize embalagens já utilizadas e peça que a criança as separe em metais, plásticos, vidro e papel, já com a finalidade de serem enviados ou descartados de maneira correta. Também veja se os produtos tecnológicos ou de difícil separação de materiais possuem logística reversa, algumas empresas já trabalham com esse sistema.

Depois de tudo isso, comece a pedir a ajuda da criança em suas compras para que ela também possa avaliar se as embalagens poderão ser recicláveis ou não, passe a incluí-la nas decisões que irão impactar o meio ambiente.

Já para aqueles que querem trabalhar a separação de resíduos sólidos em escolas, nós recomendamos a leitura da atividade “Linha do Tempo: do Lixo ao Resíduo”, que se encontra no livro do Professor da Coleção Consumo Sustentável e Ação. A atividade pode ser encontrada aqui.

E assim terminamos essa série! Fiquem de olho nas próximas séries que serão lançadas ao longo deste ano!

Instituto 5 Elementos e as Crianças: Ecohistórias

A terceira parte da série Instituto 5 Elementos e as Crianças irá trazer exemplos de como podemos unir outras brincadeiras pedagógicas com a sustentabilidade e o meio ambiente. As Ecohistórias e suas oficinas contam com a contação de folclore e mitologia sobre as águas e o meio ambiente brasileiro, tornando esse cenário mágico e atrativo para muitas crianças, jovens e educadores.

As ecohistórias e oficinas podem contar com a escuta de sons das aves brasileiras e piano, histórias da mitologia das águas, oficinas de captação de água de chuva, Lâmpada de PET, compostagem e horta de palha na
caixa.

É possível conhecer mais clicando nesse link.

 

Curso online Agenda 2030 – Mulheres  e Jovens  da Amazônia – 4a edição

O Curso online Agenda 2030 – Mulheres  e Jovens  da Amazônia integra seus conteúdos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU enfatizando principalmente a temática gênero, direitos e participação política das mulheres. Os resultados focam na melhora da qualidade de vida e no acesso a novos ambientes para  as participantes através das informações apresentadas nos encontros e materiais oferecidos.

 

Em 2020, iniciamos o projeto AGENDA 2030 – Saúde e Saberes das Mulheres de Careiro/AM (1a edição) presencial, porém devido a COVID, a partir de 2021 transformamos o projeto em um curso virtual síncrono, em parceria com outras entidades  locais da Amazônia. 

atividade prática da 1a edição

 

As primeiras 3 edições desse curso formaram um coletivo online de mulheres feministas das comunidades rurais e urbanas na Amazônia, conectando a outras redes, revelando seus direitos, saberes e valorizando a saúde e o bem viver dessas comunidades, além da troca de experiências e ajuda comum. Essa conexão vem dando visibilidade às mulheres participantes nas redes sociais por meio de depoimentos e aprendizagem dos conhecimentos ligados à Agenda 2030, do local ao global, fomentando debates políticos e sociais que possam impulsionar possíveis candidaturas eleitorais, como por exemplo a candidatura de Vanda Ortega Witoto para Deputada Estadual pelo partido Rede Sustentabilidade do Amazonas participante da 2a edição do curso.

 

Nossos cursos têm sido um espaço de convergência entre as mulheres, que ao se conhecerem se fortalecem mutuamente.

cursistas 2a edição

 

O curso tem 10 encontros virtuais por encontro, com  páginas online do curso com as aulas gravadas, as apresentações e todo o acervo do curso com publicações, vídeos disponibilizados para as alunas como ferramentas da aprendizagem virtual e as alunas do curso tem  acompanhamento visando complementar a formação e criar um canal permanente de comunicação (e-mail e WhatsApp) e apoio comum usando ferramentas das mídias sociais. Além disso, a mediação das aulas será realizada pela coordenação e formadoras convidadas, de forma dialógica e participativa.

 

Temáticas apresentadas : luta das mulheres e feminilidade; orientação sexual, identidade de gênero e diversidade; desigualdade de gênero e racial na infância; direitos da mulher e dados na Amazônia;  política pública e gestão pública na prática; legislação eleitoral, cotas por sexo e reformas políticas; agroecologia e empreendedorismo; degradação ambiental, educação ambiental e pandemias e juventude, meio ambiente e programas internacionais.

participantes da 3a edição

 

As participantes são selecionadas a partir de critérios definidos pelas ONGs locais, com foco prioritário em mulheres negras, populações originárias, LGBTQIA+ e em situação de vulnerabilidade social. As participantes  recebem uma sacola e camiseta com logo do projeto, um caderno, canetas e 4 livros sobre os temas das aulas.  Cada participante pode receber um apoio  por mês para custear a internet. 

entrega de certificados

 

A comunicação interna para as alunas conta com o site do curso com conteúdo, e-mail marketing para alunas e lembretes e acompanhamento de presença e aproveitamento através do WhatsApp. A divulgação Externa tem um folder de divulgação nas redes sociais das ONGs parceiras e financiadoras, postagem semanais nas redes sociais das instituições realizadoras, parceiras e financiadoras utilizando: WhatsApp, Instagram, Facebook, Twitter e Linkedin.

Nossas alunas atestam uma mudança de atitude e de cenário após o curso, como a presidente da cooperativa Turiarte, Ingrid Godinho, que afirmou que as trabalhadoras da cooperativa que fizeram o curso passaram a se impor, buscar seus direitos e políticas para melhoria de vida. A aluna Claudelice afirma: “A nossa voz teve chance. A gente queria ser ouvida.  O curso mostrou que nós somos capazes. Nossa luta continua”. Para saber do impacto dos materiais doados, também é importante conhecer o depoimento da aluna Karina: “Nunca ganhei livro de ninguém, eu agradeço a vocês do curso. Eu estou lendo o livro da Maya Angelou – Eu sei porque os pássaros cantam na gaiola, muito interessante, fiquei impactada. Também já li o do Krenak. Me fazem muito bem as leituras”.  Assim, nosso curso possui um grande impacto na vida dessas mulheres e de todos ao seu redor. 

 

Materiais entregue as participantes

 

O curso Agenda 2030 – Mulheres e Jovens da Amazônia 4a edição preza pelo fortalecimento e pela criação de redes de apoio entre as diversas organizações dos estados da região Norte do Brasil. O principal foco dessa próxima edição do curso é o de integrar ainda mais organizações da região, indo além dos estados do Amazonas e Pará. Para isso, buscaremos estabelecer parcerias com novas instituições que possuem um viés feminista e de auxílio a mulheres em situação de vulnerabilidade, além de oferecer espaços de fala para grupos da própria região. 

 

Agenda 2030 – Saúde e Saberes das Mulheres de Careiro/AM – 1a edição

Publicação

 

Agenda 2030 – Saúde e Saberes das  Jovens de Careiro – 2a edição

Folder

 

Agenda 2030 – Mulheres e Jovens da Amazônia – 3a edição 

Folder

 

 

Para apoiar este projeto nos procure enviando e-mail para instituto5elementos@5elementos.org.br 

Para saber sobre as novas turmas nos mande um e-mail para instituto5elementos@5elementos.org.br indicando o assunto: curso Agenda 2030 – Mulheres e Jovens da Amazônia-4a Edição

Instituto 5 Elementos e as Crianças: Ecojogos, Bingo Ecológico

A segunda semana da série Instituto 5 Elementos e as Crianças trará um dos ecojogos que mais trabalhamos em nossos projetos, ações e iniciativas: o bingo ecológico!

Os ecojogos estimularam a interação direta com a natureza, usando os sentidos por meio do contato a água, aromas, texturas para sensibilizar sobre a importância da água, das florestas para a vida e problematizar a questão degradação ambiental.

 

O Bingo Ecológico pode trazer todas essas problemáticas de maneira mais leve e de fácil acesso para as crianças!

 

O jogo de bingo é conhecido por todos, e o Instituto 5 Elementos desenvolveu diversos bingos sobre os reinos vegetal, animal e mineral, do Bioma Mata Atlântica, Pássaros e Parques Urbanos, que ensinam por meio dessa divertida  brincadeira informações e curiosidades sobre cada um destes assuntos.

Para saber mais sobre o Bingo Ecológico, entre em Bingo Ecológico e Tenda Socioambiental.

 

Relatório do Observatório do Clima mostra que Ibama só gastou 41% do que teve para fiscalização

Relatório do Observatório do Clima revê 3o ano de desmonte ambiental de Bolsonaro e mostra que o que falta não é dinheiro, é vontade de combater devastação.

 

Não foi por falta de recursos para a fiscalização ambiental que o governo Bolsonaro deixou o desmatamento subir pelo terceiro ano consecutivo em 2021. Um relatório do Observatório do Clima publicado nesta terça-feira (1º/2) mostra que o Ibama teve à sua disposição no ano passado R$ 219 milhões, mas só liquidou 41% disso, ou R$ 88 milhões. Nos governos anteriores a Bolsonaro, o Ibama costumava liquidar entre 86% e 92% dos recursos para a fiscalização. Como a liquidação reflete serviço realizado, esse número baixo mostra que o governo não aproveitou a verba extra para a fiscalização que obteve do Congresso em 2021 para ampliar o número de operações de campo. Só deverá gastar grande parte dos recursos em 2022.

 

Intitulado A conta chegou: o terceiro ano da destruição ambiental sob Jair Bolsonaro, o relatório integra uma série que o OC publica desde 2020 sobre o estado da arte do desmonte da política ambiental promovido pelo governo. A partir de dados públicos de orçamento, multas e embargos do Ibama, o documento conclui que, no ano passado, não faltou recurso para fiscalizar crimes ambientais; faltou vontade.

 

O número de autos de infração por desmatamento, mais uma vez, foi o menor em duas décadas em 2021 — 40% abaixo da média da década anterior ao atual governo. O número de embargos de propriedade caiu 70% em relação a 2018. Os embargos são um dos instrumentos mais eficientes contra o desmate, uma vez que áreas embargadas não podem vender carne ou soja, nem tomar crédito rural em bancos públicos.

 

O próprio Bolsonaro já se gabou no mês passado de que seu governo reduziu “em 80% (sic) o número de multagens (sic)”, deixando claro para quem ainda tinha dúvidas de que o desmonte da fiscalização ambiental é política de governo.

 

Para azar de Bolsonaro, ninguém tem mais dúvida alguma. O relatório do OC mostra como a implosão da governança ambiental brasileira, cuja epítome foi a expressão “ir passando a boiada”, do ex-ministro Ricardo Salles, se reverteu em 2021 em amplo descrédito do regime bolsonarista sobre essa agenda — dentro e fora de casa.

 

Acordos internacionais foram suspensos, investidores percebem o Brasil como um risco reputacional, varejistas europeus boicotam produtos brasileiros e a representação oficial brasileira foi escanteada na COP26, a conferência do clima de Glasgow. A interrupção das tratativas entre os EUA e o Brasil para um acordo financeiro sobre florestas em abril, após 15 senadores americanos se manifestarem contrariamente em carta a Joe Biden, simbolizou esse descrédito. A Europa, agora, discute legislação para banir commodities produzidas em área desmatada — e serão os compradores que atestarão a origem do produto, não mais o governo brasileiro.

 

O relatório também lista as ameaças que ainda pairam sobre o meio ambiente nos últimos meses do governo Bolsonaro. Após a eleição de Arthur Lira para a presidência da Câmara, o desmonte regulatório ganhou uma nova fase no Congresso, que volta de recesso amanhã (2/2): um conjunto de leis em tramitação nas duas Casas visa enfraquecer ainda mais — e irreversivelmente — os direitos socioambientais no país. Duas delas, a anistia à grilagem e a virtual extinção do licenciamento ambiental já foram aprovadas na Câmara e podem passar a qualquer momento no Senado, já a partir deste mês. Outros projetos do chamado “combo da morte”, entre eles um que prevê a liberação indiscriminada de agrotóxicos, um que libera a caça de animais silvestres e dois que destroem direitos indígenas, tramitam na Câmara.

 

No fim do ano passado, o meio ambiente já sofreu três derrotas legislativas importantes: a municipalização das áreas de preservação permanente urbanas, que deixaram de ser reguladas pelo Código Florestal; o incentivo ao carvão mineral até 2040; e a privatização da Eletrobras, que injetará 8,5 gigawatts de gás natural novo na matriz brasileira. Outras não aconteceram por causa da imensa mobilização da sociedade civil.

 

“Este relatório mostra com números, como se isso ainda precisasse de confirmação, que Bolsonaro cumpriu sua promessa de campanha de destruir a governança ambiental no país, e a conta começa a chegar para toda a sociedade”, diz Suely Araújo, especialista-sênior em políticas públicas do OC e coautora do documento. “Os próximos meses serão especialmente perigosos, porque parlamentares aliados a Bolsonaro e abastecidos pelo orçamento secreto tentarão coroar o desmonte promovendo mudanças legislativas, que são irreversíveis. A sociedade brasileira e os parceiros internacionais do Brasil precisam estar muito atentos.”

 

Sobre o Observatório do Clima – Fundado em 2002, é a principal rede da sociedade civil brasileira sobre a agenda climática, com 70 organizações integrantes, entre ONGs ambientalistas, institutos de pesquisa e movimentos sociais. Seu objetivo é ajudar a construir um Brasil descarbonizado, igualitário, próspero e sustentável, na luta contra a crise climática. Desde 2013 o OC publica o SEEG, a estimativa anual das emissões de gases de efeito estufa do Brasil.

 

Informações para imprensa
Solange A. Barreira – Observatório do Clima
solange@pbcomunica.com.br
+ 55 11 9 8108-7272

Instituto 5 Elementos e as Crianças: Sementes, Ecos do Planeta

Dando início ao primeiro post da série “Instituto 5 Elementos e as Crianças” iremos falar um pouco do nosso trabalho que trata da diversidade dos biomas brasileiros em especial sobre as sementes!

 

Uma das principais atividades que trabalhamos com crianças em alguns projetos é sobre as importância das árvores, frutos e suas sementes, assim fizemos oficinas e ao final a confecção de colar de sementes da Amazônia e Mata Atlântica.

 

As oficinas Ecos do Planeta e Tenda Socioambiental exemplificam bem como podemos trabalhar essa temática com crianças! Nessas oficinas trabalhamos a montagem de colares com sementes!

 

Como fazer a oficina de montagem de colares com sementes da Amazônia
Antes de iniciar a confecção dos colares, utilize as cartelas com as informações das sementes e suas árvores,
peça que olhem, leiam e compartilhem as curiosidades sobre estas plantas. Aproveite a oportunidade para
valorizar as florestas, e a sua importância para a produção da água, qualidade do ar e condução das chuvas pelo Brasil.

 

Recomendamos a leitura sobre as oficinas e estamos a disposição para falar mais com vocês sobre criança natureza.

Para baixar 1999 | Caderneta de Apoio ao Professor – Programa de Coleta Seletiva de Plásticos

]

Para baixar 1998 | Guia Prático de Educação Ambiental em Parques Urbanos

]

Para baixar 1996 | Manual do Rio Tietê: Conhecer para Respeitar

]

Para baixar Água no Oeste do Alto Tietê

Para baixar Atlas Socioambiental do Sorocaba Médio Tietê

Para baixar Conheça o Centro de Educação Ambiental do Parque Villa- Lobos

Lançamento da série Instituto 5 Elementos e as Crianças

Uma das principais vertentes de atuação do Instituto 5 Elementos, desde sua fundação em 1993, é a conexão criança  natureza, além de temas relacionados à sustentabilidade como a o consumo consciente. Para evidenciar esse trabalho, lançamos hoje (18/01) a campanha “Instituto 5 Elementos para e com  as Crianças”, na qual iremos falar sobre como fortalecer os vínculos  das crianças com a água, fogo, ar, terra e estimular por exemplo o encantamento pelas árvores e seus frutos, conhecer mais sobre os animais com muitas  estratégias pedagógicas, brincadeiras ao ar livre,  tendo a natureza como aprendizado.

 

No total, serão 4 semanas de campanha e nós contamos com a leitura e apoio de todos! O público  dessa série são educadores, escolas, pais e responsáveis pela criação de crianças e todos aqueles interessados pelas temáticas que unem meio ambiente e a infância. Todo o conteúdo será oferecido de forma gratuita e caso queiram compartilhar nas redes sociais utilizem #instituto5elementosecriancas.

 

Por este link você pode acompanhar  as práticas educativas como brincadeiras, vivências, exposições e experiências realizadas pelo Instituto 5 Elementos.

 

5 Elementos apoia redução do plástico desnecessário !

A organização Oceana, junto com outras 17 , enviou uma carta ao prefeito de SP, Ricardo Nunes (@prefeitoricardonunes), (@prefsp), para cobrar a regulamentação da Lei Municipal nº 17.261, que proíbe o fornecimento de itens de plástico descartável para clientes de estabelecimentos comerciais na cidade. Sancionada há exatos dois anos e em vigor desde 1º de janeiro de 2021, essa lei ainda precisa ser regulamentada.

 

 

Com quase 13 milhões de habitantes, São Paulo, além de ser a maior cidade do país, é um grande polo industrial e de consumo. Por isso, essa lei é um marco no Brasil e uma referência para outros municípios brasileiros, latino-americanos e até mesmo de outros países.

 

A carta também foi enviada para o Secretário Municipal do Verde e Meio Ambiente (@svmasp), Eduardo de Castro (@dr.educastro), para o Chefe da Casa Civil (@casacivilbr), José Ricardo Alvarenga Tripoli, para o Secretário Executivo de Mudanças Climáticas (@seclimasp), Antonio Fernando Pinheiro Pedro (@pinheiro.pedro1) e para a Secretária Municipal de Relações Internacionais (@spinternacional), Marta Suplicy (@martasuplicy).

 

A Oceana defende medidas concretas de redução da produção do plástico desnecessário como política urgente para combater a poluição dos oceanos.

 

 

Saiba mais: https://bit.ly/CartaPrefeitoSP

 

 

#PoluiçãoPlástica #PoluiçãoMarinha #UmOceanoLivreDePlástico #SPsemPlástico
_

Organizações que enviam a carta: @OceanaBrasil, Aliança Resíduo Zero Brasil, @sosmataatlantica, @institutopolis, @linhadagua_, @institutoalana, @ecosurfoficial, @energiaeambiente, @rare_brasil, Gaia, @mdvipaporanga, @hospitaissaudaveis, Observatório da Política Nacional de Resíduos Sólidos, @instituto_humanizar, @instituto5elementos, @sucataquantica, Núcleo de Pesquisa em Organizações Sociedade e Sustentabilidade da USP, @breakfreefromplastic.

CIEA – SP um balanço do Instituto 5 Elementos

Com objetivo de colaborar com a implementação da Política Estadual de Educação Ambiental-PEEA lei 12780/2007 especialmente no primeiro mandato da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental-CIEA-SP , o Instituto 5 Elementos esteve representado por Patricia Otero  durante os  3 últimos anos  nessa comissão.

 

A CIEA  é instância pública colegiada do nosso estado, e que reúne representantes de diversos órgãos públicos, de comitês de bacias hidrográficas, de entidades da sociedade civil, de especialistas de Instituições de Ensino Superior, entre outras.

 

De acordo com Patricia Otero “foram mais de 15 reuniões sobre temas fundamentais como: construção do Programa Estadual de EA-ProEEA,   EA e o enfretamento da covid, orçamento para iniciativas de educação ambiental  e a desafiante  integração com as demais políticas públicas relevantes a questão ambiental”.

 

No início da pandemia colaboramos com a criação do  Grupo de Trabalho-GT sobre a  EA e Saúde Única, lançando uma campanha nas redes sociais e participando de encontros e lives. Outros GT ´s  foram constituídos como o de Resíduos Sólidos e o do ProEEA.

 

Manifestações  e cartas foram enviadas solicitando ao estado aumentar e qualificar os investimentos em Educação Ambiental para implantar programas e iniciativas em Educação Ambiental por exemplo. Estas reivindicações podem ser conferidas clicando aqui.

 

Saídas e caminhos estão traçados para o enfrentamento da crise civilizatória e de emergência climática, e um novo mandato CIEA está em transição. Patricia Otero faz uma avalição com relação ao próximo mandato e renovação de membros que se iniciará em 2022 “foi muito produtivo participar deste primeiro mandato da CIEA com educadores tão comprometidos com a EA, temos  muitas expectativas, dentre elas, destaco  a publicação e desenvolvimento do Programa  Estadual de Educação Ambiental-ProEEA e o apoio da CIEA-SP para a realização do IV Encontro Estadual de Educação Ambiental organizado pela Rede Paulista de Educação Ambiental-REPEA”.

 

Para acompanhar a CIEA-SP visite o site.

 

 

Lançamento do relatório de atividades realizadas pelo Instituto 5 Elementos em 2021

Hoje, 17 de dezembro, o Instituto 5 Elementos  disponibilizamos ao público o relatório de atividades do ano de 2021. Esse ano, nos envolvemos e trabalhamos em diversos projetos e vertentes relacionados aos aos  Objetivos do Desenvolvimento Sustentável-ODS. Com o apoio e parceria de diversas instituições e organizações, como a Casa do Rio, a União Europeia, o Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030 (GT Agenda 2030), o Instituto Zé Cláudio e Maria, Bem Te Vi Diversidade, Pritt, entre muitas outros, nós conseguimos impactar a vida de diversas pessoas, especialmente  mulheres e jovens do Brasil.

 

Os projetos e ações realizadas em 2021 incluíram  lives relacionadas a agenda de gênero e a educação ambiental, o envio e distribuição de livros para diversos jovens e crianças da região Norte, principalmente em Manaus/AM e em Careiro/AM. Também participamos da campanha Floresta Criativa, realizada pela empresa Pritt e nos envolvemos com a juventude brasileira ao lançarmos o Concurso Captação de Recursos para o Consumo Sustentável: uma boa ideia pode ajudar o Planeta a ser mais vivo! Por fim, o Instituto 5 Elementos, em cooperação com  diversos parceiros  pode implantar a primeira e a segunda edição do curso Mulheres e Jovens da Amazônia.

 

Colaboramos com a implantação de politicas públicas e participamos de campanhas socioambientalistas.

 

Nenhuma dessas iniciativas e projetos seria possível sem  a nossa equipe interna e nossos apoiadores externos, por isso, nós agradecemos!

 

Para conhecer em detalhes  tudo isso, baixe aqui nosso relatório.

Nota sobre a Audiência Pública no Senado Federal sobre o desmonte das políticas de EA

A Audiência sobre o “Desmonte da Educação Ambiental no atual Governo Federal”, ocorrida no Senado no dia 14/dez/2021, contou com o depoimento de importantes educadores ambientais que, articulados com o coletivo que representam, garantiram um importante passo quanto a denunciar a grave situação que vive essa área no Brasil.

 

O conjunto dos depoimentos se caracterizou como uma verdadeira aula sobre Políticas Públicas em Educação Ambiental, na qual cada convidada(o)/depoente abordou um aspecto importante da questão.

 

Assistam a sessão completa no link: https://www.youtube.com/watch?v=ZQqCmnK7tv0

Visite o site para ler o comunicado completo .
Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA)

 

“Agricultura” urbana pode ser solução para a fome que assola o país.

A Professora Thais Mauad integrante  do Grupo de Trabalho Políticas Públicas de Combate à Insegurança Alimentar e à Fome, em depoimento ao Jornal da USP, aborda a importância da agricultura urbana.

 

No link abaixo, o artigo destaca espaços e soluções que poderiam melhorar e até resolver a grave situação da fome e insegurança alimentar pela qual o país está passando.

 

Vale apoiar e divulgar o importante estudo!

 

https://umsoplaneta.globo.com/energia/noticia/2021/12/13/agricultura-urbana-pode-ser-saida-para-problema-da-fome-nas-grandes-cidades.ghtml

Hoje 14/12, acompanhe a audiência “Desmonte da Educação Ambiental”

Acompanhe hoje às a transmissão às 14:30 pela TV Senado Federal – Comissão de Educação, Cultura e Esportes pelo  YouTube, os desdobramentos desse evento,  registre sua  presença com nome e vínculo, faça comentários reforçando e completando o dito pelos convidados.

 

Seminário em parceria com o Congresso Nacional

 

Apoiando essas ações, colaboramos junto a políticos e poder judiciário visando o fortalecimento da EA no Brasil,  é um momento de  resgatarmos a essência da Educação Ambiental, fundamental para o curso de um saudável Meio Ambiente para todos nós.

Participe deste evento “Pensar o Calor” com Eleni Myrivili

 

Assim como florestas, cidades também queimam!

 

Em 29/11 às 12h,  o Green Nation WorldWilde inicia uma Masterclass com Eleni Myrivili,  nomeada Chief Resilience Officer da cidade  que estudou e lançou a Estratégia de Resiliência de Atenas na  Grécia para 2030,  como parte da iniciativa 100 Cidades Resilientes da Fundação Rockefeller.

 

Eleni vai apresentar o seu trabalho  e como estabeleceu o primeiro escritório de Resiliência e Sustentabilidade na cidade de Atenas, (uma das cidades mais antigas e quentes do mundo),  incorporando metodologias resilientes, influenciando o planejamento estratégico e capacitando a administração da cidade.

 

Compareça ao evento, vamos ouvir o que Eleni propõe em uma das muitas ações que visam o mundo,  um lugar melhor.

 

 

 

Curso “Mulheres e Jovens da Amazônia”, termina com grande êxito.

Hoje dia 17/11, aconteceu o ultimo encontro do curso Mulheres e Jovens da Amazônia, realizado pelo Instituto 5 Elementos em Parceria com a Casa do Rio, Instituto Zé Claudio e Maria, Movimento de Mulheres do Nordeste Paraense – MMNEPA e o Projeto Saúde e Alegria.

Foi marcado pelos importantes depoimentos das professoras que estavam presentes na COP26 (Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas Histórias que geram inspiração e coragem para as mulheres.

 

Na última quinta-feira (11), abordaram  sobre as diversas oportunidades nacionais e internacionais, que focam no meio ambiente e no desenvolvimento sustentável do Brasil.
Hoje, foram apresentados vários projetos do Instituto Zé Cláudio e Maria, com sua história e representação na luta pela saúde das florestas e do povo.

 

Ao término da aula, muitos depoimentos emocionantes que deram uma enorme contribuição, como importantes ferramentas na construção do caráter e como forma de gerar inspiração para as mulheres.

 

O Instituto 5 Elementos, atuando no desenvolvimentos de jovens,  nos conceitos da Agenda 2030!

“Proteger a vida, construir saberes e sonhos, cuidar da casa comum”!

Este, será o tema, que será sabiamente versado na live que acontecerá amanhã,  (09/11/2021) às 17:00 h com os seguintes e destacados participantes:

 

Ailton Krenak –  líder indígena, ambientalista, filósofo, poeta e escritor. Professor Honoris Causa da Universidade Federal de Juiz de Fora e uma das mais importantes lideranças do movimento indígena brasileiro.

 

Monica Pilz Borba – Pedagoga e Gestora Ambiental, Diretora executiva da Casa do Rio e Fundadora do Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade.  Autora de inúmeras publicações.

 

Carlos Rodrigues Brandão – Psicólogo,  mestre em antropologia ,  doutor em ciências sociais pela USP e Professor titular do Instituto de filosofia e  Ciências Sociais da Universidade de Campinas.  Autor de diversos livros.

 

Como mediadora, Maria da Consolação Lucinda, da Equipe Novamerica

 

A transmissão ocorrerá no YouTube pelo seguinte link:

https://www.youtube.com/watch?v=rXZiYPVFyJs

Educação e Mudanças Climáticas

Desde sua fundação, em 1993, o Instituto 5 Elementos vem desenvolvendo projetos sobre os cuidados e gestão das águas e do ar,  biodiversidade,  consumo consciente e formação em Educação.  Promovemos  a Educação para sustentabilidade e o entendimento sobre Mudanças Climáticas por meio de cursos, produção de materiais didáticos e mobilizações.  O Atlas Socioambiental Sorocaba e Médio Tietê, lançado em 2009, é um bom exemplo que evidenciou mapas temáticos relacionando desmatamento, queimadas e agropecuária às mudanças climáticas na bacia hidrográfica. Já a premiada Coleção Consumo Sustentável e Ação, tem um capítulo especial dedicado ao entendimento sobre produção dos resíduos sólidos, mudanças climáticas, pegada ecológica e educação para sustentabilidade.  O Prêmio Desafio 2030 – Escolas transformando nosso mundo,  em suas 3 edições deu visibilidade a projetos educativos alinhados com os desafios apresentados nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

 

Enunciado em todos os cantos do mundo precisamos reduzir pela metade as emissões globais de gases de efeito estufa até 2030 para limitar o aumento da temperatura  do Planeta Terra até 1,5 C.

 

No final de 2020, o Instituto 5 Elementos ingressou na rede Observatório do Clima, a principal rede da sociedade civil brasileira sobre a agenda climática, com 72 organizações integrantes, entre ONGs ambientalistas, institutos de pesquisa e movimentos sociais. O OC publica o SEEG,  com estimativa anual das emissões de gases de efeito estufa do Brasil. Recentemente foi lançado  o minimanual  “Acordo de Paris – Um Guia para os Perplexos” lançado em setembro pelo Observatório do Clima e a LACLIMA (Latin American Climate Lawyers Initiative for Mobilizing Action). A publicação explica o acordo do clima fechado em 2015 em Paris.  Também detalha “quais são os grupos geográficos e geopolíticos envolvidos na negociação, os interesses em jogo e as principais siglas usadas pelos negociadores”, de acordo com o OC bBaixe aqui a publicação.

 

Também participamos de cursos oferecidos pelo OC, como o curso Negociando o Futuro, que traz  diferentes perspectivas sobre as crises climática e ambiental enfrentadas atualmente e que devem ser combatidas por todos. As temáticas debatidas  vão desde o Acordo de Paris,  o que será debatido na COP 26 e quais as expectativas em relação a ela.  Mais recentemente, temos nos engajado como ponto focal do Diagnóstico de Gênero, Diversidade e Inclusão das organizações que compõem o Observatório do Clima.

 

Para acompanhar a história das COP´s indicamos a  linha do tempo construída pelo Instituo Socioambiental – ISA .

 

Hoje é o inicio a COP 26 em Glasgow, na Escócia, e um dos principais tópicos a serem debatidos é a regulação do artigo 6 do Acordo de Paris de 2015 sobre as regras para a compra e venda de carbono no mercado internacional ; que vem afetando diretamente as mudanças climáticas. Além disso, de acordo com Alan Dubner, diretor do 5 Elementos “também é esperado que o desmatamento e as questões relacionadas com a mitigação das mudanças climáticas sejam debatidos e que acordos sejam firmados”.

 

É preciso acompanhar a COP 26, especialmente a participação de ambientalistas, cientistas, parlamentares e as posições que o governo brasileiro apresentará, possivelmente negando o desmatamento que  na Amazônia em 2019 e 2020 é 60% superior à média da última década.

 

Os eventos, negociações, posicionamentos  e todas as notícias podem ser acompanhados nos sites United Nations Climate Change, Observatório do Clima e no  Brazil Climate Action Hub.

 

Livro do Professor –  Coleção Consumo Sustentável e Ação


 

Participe na implementação do Plano de Ação Agenda 2030 em São Paulo

Plano de Ação para Implementação da Agenda Municipal 2030

Participe até 01/11/2021

Em 2015, ao aderir à Agenda 2030, o Brasil se comprometeu frente à Organização das Nações Unidas (ONU) a alcançar o desenvolvimento sustentável até 2030. Esse compromisso compreende um conjunto de 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) e suas respectivas 169 metas, que visam o equilíbrio dos pilares da economia, sociedade e meio ambiente. Conheça mais sobre a Agenda 2030 acessando: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/. A Prefeitura de São Paulo também aderiu ao compromisso e publicou, em 2021, a Agenda Municipal 2030, contendo as metas e indicadores propostos para o monitoramento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em âmbito municipal.

 

Saiba mais acessando:

Nesse momento, a Prefeitura Muncipal de São Paulo abre Consulta Pública para escutar a população sobre essas ações propostas.

 

https://participemais.prefeitura.sp.gov.br/legislation/processes/163

 

Instituto 5 Elementos presenteia professores com a nova versão online da Coleção Consumo Sustentável e Ação

No dia 15 de outubro é comemorado no Brasil o Dia das (os) Professoras (es) e das (os) Educadoras (es) Ambientais !

 

Sabemos que atuar na área da educação é  extremamente desafiador em quase todas suas faces mas também é uma profissão que traz as melhores experiências de vida que poderíamos querer.

 

O Instituto 5 Elementos vem promovendo aprendizados, trocas e metodologias na área da  Educação para a Sustentabilidade há quase 30 anos e sempre está envolvido com as ações para  professoras (es) e educadoras (es) seja através de projetos, ações ou lives.  Nesta semana estamos na  na cidade de Careiro-AM  com atividades da Campanha Repartilhe o Brincar em parceria com a Casa do Rio auxiliando a implantação de bibliotecas comunitárias para crianças, despertando e incentivando o gosto pela leitura, o brincar  para a população local além de oferecer uma ótima ferramenta para o complemento das atividades das (os) professoras (es) da cidade e também oferecendo gratuitamente o livro do professor da Coleção Consumo Sustentável e Ação.

 

A Coleção Consumo Sustentável e Ação

A coleção Consumo Sustentável e Ação, elaborada pelo Instituto 5 Elementos, é um material pedagógico desenvolvido para o ensino e envolvimento de professores, crianças e adolescentes para a redução dos impactos gerados pelo ser humano sobre o meio ambiente. Trata-se de uma ferramenta para a inclusão da educação socioambiental na rotina escolar, em espaços educativos e comunidades.

 

Uma coleção literária (com 7 livros, um cartaz e cd) que irá conscientizar professores e os alunos mais jovens é extremamente necessária, tendo em vista os novos cenários e degradação ambiental que ocorrem no Brasil nos últimos anos. O incentivo de um consumo consciente, em que todos ao comprar buscam fazer isso de forma sustentável e sabem o destino correto de seus produtos após serem descartados é necessário para a sustentabilidade da vida.

 

O Instituto 5 Elementos e o Dia das (os) Professoras (es) e Educadoras (es) Ambientais 

Como forma de estimular a Educação para a Sustentabilidade e oferecer a oportunidade de todos terem acesso à nossos materiais, o Instituto 5 Elementos irá disponibilizar o Livro do Professor da coleção! Assim, cada professor interessado terá os meios para ensinar e estimular o consumo sustentável entre seus alunos e colegas.

 

Caso queira adquirir a coleção completa e ter uma experiência detalhada de nossos materiais, você pode fazer uma doação neste link e receber nossos livros em retorno!

 

Acesso o PDF do Livro do Professor –  Coleção Consumo Sustentável e Ação

5 Elementos participa da campanha Floresta Criativa da Pritt

Instituto 5 Elementos é selecionado pela Pritt  para ser parceiro da campanha “Floresta Criativa Pritt” ação global We Craft For Children, no Brasil Nós Criamos Pelas Crianças.

 

A proposta da campanha é trazer, de forma lúdica e pedagógica, elementos essenciais para o presente e futuro das crianças. A criação da colagem do animal preferido da floresta ou da imaginação utilizando produtos que seriam descartados  estimula a criatividade infantil e fortalece desde cedo a importância da reutilização, reuso e reciclagem. “Essa é uma iniciativa divertida, interativa e educacional, que faz o participante sentir sua colaboração diretamente para programas sustentáveis”, disse Beatriz Negrão, gerente de marca e produto da Pritt, marca de adesivos escolares e escritório da Henkel.

 

Nesta ação, cada animalzinho que for publicada com as hashtags #NósCriamosPelasCrianças #FlorestaCriativaPritt e #NósCriamosPeloInstituto5Elementos no Instagram, em conta aberta, será convertida em doações da Henkel  para o Instituto 5 Elementos. A campanha terá duração de 01 a 31 de outubro de 2021. As postagens podem ser feitas até 26 de outubro e os resultados serão divulgados em 29 de outubro.

 

“Além do desenvolvimento institucional, o projeto escolhido para apadrinhamento pelo 5 Elementos  é transformar em um curso online a premiada coleção ‘Consumo Sustentável e Ação – Resíduos Sólidos’. O desenvolvimento de uma plataforma online de fácil acesso, moderna e interativa será dedicada a professores de ensino básico, estudantes e interessados no tema consumo responsável e a educação para a sustentabilidade”, destacou Mônica Pilz Borba, do Instituto 5 Elementos.

 

A campanha vai além da contribuição social e também selecionará as montagens de animais mais criativos para entrar na Floresta Criativa Pritt. As melhores criações também vão participar de uma votação no perfil da página da Pritt no Instagram. As seis criações escolhidas pela Pritt e pelo Instituto formarão três duelos. As criações mais curtidas de cada um dos três duelos serão as vencedoras e vão ganhar recriações por um passo a passo feito pelo ateliê Maria Flor @ateliemariafloroficial e postado no perfil de @PrittBrasil com a marcação do participante para que outras crianças possam fazer em casa.

 

“O Instituto 5 Elementos  com 30 anos de atuação realiza ações para promover conceitos e práticas educativas de educação para a sustentabilidade  e  os 5R´s reduzir, reciclar, reutilizar, reciclar e o repensar  trazem inspiração para a campanha “Floresta Criativa Pritt” complementa Patricia Otero Coordenadora de Projetos do 5 Elementos”.

 

A Pritt  está envolvida há anos em ações de responsabilidade social para a melhoria da qualidade da educação dentro e fora da sala de aula em todo o mundo. No Brasil, realizou parcerias com a Plan International, Instituto Ayrton Senna ,  e esse ano, com o desafio de desenvolver uma campanha para estímulo das crianças com a natureza  selecionou o Instituto 5 Elementos  para receber os recursos.

Mais uma aula do curso Mulheres e Jovens da Amazônia!

O Instituto 5 Elementos promove o curso Mulheres e Jovens da Amazônia, alinhado à Agenda 2030.

Hoje, mais uma aula de grande impacto, cujo tema  direitos da  mulher e dados dessa realidade na Amazônia,  abordou  relatos emocionantes sobre violências sofridas. A aula 5 reforçou o direito à cultura e a força da mulher.

 

Vamos votar? CECOM prorroga votação até o dia 10!

Integrante do Conselho Consultivo do Instituto 5 Elementos, Dal Marcondes, Jornalista com passagem em inúmeras editoras e Editor no Brasil do Projeto Terramérica-Programas das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e  Desenvolvimento (PNUD) ainda,   Fundador e  diretor da Agência Envolverde- jornalismo, concorre ao premio especialista na área de sustentabilidade e saneamento.

Vamos apoiar?

https://premioespecialistas.com.br/

Instituto 5 Elementos promove a Integração e Fortalecimento das Mulheres da Amazônia

Durante 2021 o Instituto 5 Elementos vem realizando cursos on line sobre a Agenda 2030 para jovens e mulheres da Amazônia.

 

Temas como o poder da sexualidade, ciclo das mulheres, gênero e diversidade sexual, desigualdade de gênero começa na infância, direitos da Mulher e dados da realidade na AM, o que é uma política pública e como funciona a gestão pública na prática, legislação eleitoral, cotas por sexo, de reformas políticas, agroecologia conectada ao empreendedorismo e as redes sociais, degradação ambiental e pandemias, juventude e meio ambiente – programas internacionais fazem parte da formação online AGENDA 2030 Mulheres e Jovens da Amazônia promovida pelo Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade com apoio da Bem-te-vi Diversidade e a Casa do Rio e tendo como parcerias estratégicas locais com as mulheres e jovens que atuam junto às ONGs da Amazônia – Casa do Rio e as ONGs do Pará – Instituto Zé Claudio e Maria, MMNEPA – Movimento de Mulheres do Nordeste do Pará, Saúde e Alegria e Xerimbabos.

 

A metodologia dos encontros é participativa onde assistimos vídeos com especialistas de diversas áreas do conhecimento possibilitando conversas entre as participantes sobre seus saberes e realidades locais, tecendo valores e princípios básicos para fortalecer o posicionamento de todas nós, visando transformar as realidades locais com foco na emancipação e proteção socioambiental.

 

No curso temos a participação de 17 especialistas do Brasil, sendo elas: Neise Galego Pedagoga, Palestrante, Terapeuta Tântrica, Educadora Sexual Somática, Pós Graduada em Terapia Sexual na Área da Saúde e Educação. Formada em Programação Neuro Linguística e Condutora de Círculos Femininos. Em formação em Couting Sexual. Co autora dos livros Colcha de Retalhos, O Grande Livro do Amor e do Sexo e do livro Atitude é Tudo. Rafa Ella Brites estudante de ciência política pela Unipampa, assessora parlamentar na Câmara Municipal de Vereadores de São Borja-RS, transfeminista decolonial atuante em movimentos LGBTQIA+, feministas, jovens e ambientais. Mulher transvestigênere, pansexual, foi conselheira no Conselho Estadual LGBT-RS em 2017 representando o movimento Girassol, Amigos na Diversidade. Viviana Santiago negra, mulher, nordestina, professora e mãe. Faz parte da Coletiva Oniras e foi gerente técnica de gênero na Plan International Brasil, na militância pelos direitos de meninas, mulheres e da população negra. Thais Dantas Advogada, vice-presidente da Comissão de Direitos Infanto-juvenis da OAB-SP, coord. do Núcleo de Direitos da Criança e do Adolescente da Escola Superior de Advocacia de SP, e ex membro do Conselho Nac. dos Direitos da Criança e do Adolescente. Pós-graduada em Políticas Públicas para a Igualdade na América Latina-Clacso. Bolsista do Master em Estado de Direito e Democracia Constitucional da Univ. de Genova. Silvia Maria da Silveira Loureiro escolheu a academia como ferramenta de trabalho para a defesa dos direitos humanos. Sua pesquisa é voltada às áreas de Direito Internacional dos Direitos Humanos e Direito Constitucional. Quesia Reis engenheira florestal, diretora de programas na Casa do Rio e coordenadora do Projeto AGENDA 2030 – Saúde e Saberes das Jovens de Careiro – AM7. Patricia Otero pedagoga, educadora ambiental e MSc em Gestão Ambiental e Sustentabilidade. Esteve como Secretária de Meio Ambiente do Município de Itu-SP por 6 anos. Experiência em implantação de políticas públicas no campo socioambiental. Coordenadora do Projeto AGENDA 2030 – Saúde e Saberes das Jovens de Careiro – AM. Karine Julião Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGVces). Márcia Álamo Advogada, Feminista, Conselheira Federal da OAB, Ex Secretária Executiva de Políticas Para Mulheres, Ex Conselheira Estadual de Política Para Mulheres do Amazonas. É voluntária da ONG  Maria Bonita é do Observatório de Candidaturas Femininas. Markelize Siqueira Feminista, Professora, Assistente Social e Mestra em Sociologia. Mônica Pilz Borba pedagoga, especialista em educação ambiental, agricultura biodinâmica e permacultura, coordenou o projeto Educação Ambiental para Agricultura Orgânica nas APAS Capivari Monos e Bororé Colônia na região sul da cidade de SP e liderança da Plataforma de Apoio a Agricultura Orgânica de SP. Coordenadora do Projeto AGENDA 2030 – Saúde e Saberes das Jovens de Careiro – AM. Marina Yasbek Reia possui mestrado em Biologia (Ecologia) e doutorado em Biologia Tropical e Recursos Naturais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Atualmente é pesquisadora. Tem experiência com Recursos Florestais e Engenharia Florestal. Maria Alexandre moradora de Careiro usa redes sociais para promover seu empreendedorismo. É Integrante do grupo Teçume da Floresta que tecem bolsas artesanais. Ex-candidata a vice-prefeita de Manaus em 2020 pelo PSOL. Adriana Vieira Lopes Médica Veterinária com Especialização em Saúde Pública e mestre em Ciências pelo Programa Epidemiologia Experimental Aplicada às Zoonoses da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP. Foi gerente do Centro de Controle de Zoonoses de Guarulhos e de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Epidemiologia, Saúde Coletiva, Vigilância e Controle de Zoonoses com ênfase em Saúde Pública. Luciana Montenegro Valente É Advogada, formada pela Universidade Federal do Amazonas, tem mestrado pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília – CDS/UnB, Mestrado em Direito Ambiental (LL.M) pela Pace University-EUA. É servidora do Ministério Público Federal-AM na área de meio ambiente. Foi Secretária Municipal de Meio Ambiente de Manaus, por 4 anos. Especialização em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável. Amanda Costa – Formada em Relações Internacionais e empreende o PerifaSustentavel, mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders (YCL). Tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um mundo inclusivo, colaborativo e sustentável. Ativista pelo movimento negro e justiça climática, através das redes Engajamundo, Embaixadores da Juventude da UNODC, Climate Reality Project, Global Shapers Community, United People Global. Destaque na lista Forbes under 30. Rita Teixeira Paraense da cidade de Santa Maria. Tem 50 anos, mulher negra, educadora popular e filha de agricultores analfabetos. Começou cedo ajudando seus pais e há muitos anos vive de plantar e colher: frutos, conhecimentos, saberes e experiências. É carregada pela energia das mulheres do Nordeste Paraense.

 

Na versão do 2º semestre de 2021 o curso traz  mais vozes e especialistas para compor as aulas.

 

Os encontros começaram em setembro e vão até final de novembro de 2021, acontecendo sempre as 4as feiras das 9h30 às 12h, e participam em torno de 40 mulheres e jovens da Amazônia, sendo 12 participantes da Casa do Rio que moram em Careiro e em Manaus, 10 do Instituto Zé Claudio e Maria que moram em Marabá/PA, 1 da MMNEPA – Movimento de Mulheres do Nordeste do Pará que mora em Capanema/PA, 12 do Saúde e Alegria que moram em Santarém/PA, 2 da Xerimbabos que mora em Belém do Pará, 3 mulheres de outras regiões da Amazônia e mais 4 da equipe do Instituto 5 Elementos.

 

Dessa forma o Instituto 5 Elementos vem cumprindo sua missão,  que é “Promover a transformação da sociedade por meio de práticas de Educação para a Sustentabilidade” e os valores: Respeito à vida e à diversidade; Colaboração cidadã e intersetorial; Transparência e responsabilidade mútua; Ética e criatividade.

 

Visite e curta nossas redes sociais!

Instagram: @instituto5elementos

Facebook: Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade

Linkedin: Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade

Vamos ver o que a Paz consegue fazer

Em comemoração ao Dia Internacional da Paz, celebrado em 21 de setembro, o Instituto 5 Elementos assinou, em conjunto com diversas organizações internacionais, o statement da Quaker United Nations Office pedindo por paz, inclusão e justiça durante esse período de pandemia. É possível ver a matéria completa em inglês no site https://quno.org/timeline/2021/9/let-us-see-what-peace-can-do mas também fizemos um resumo em português, para facilitar a leitura de todos.

 

“O COVID-19 nos mostrou a fragilidade de nossas instituições e a falha nas linhas de cooperação internacional, assim como a necessidade de uma ação unificada para o enfrentamento das mudanças climáticas. A Organização das Nações Unidas, criada em 1945, sempre teve como foco o progresso social e a melhoria na qualidade de vida da população mundial, porém esse progresso pode estar em risco devido a maneira em que a sociedade internacional responde aos desafios impostos à ela. Respostas que aumentam a violência, injustiça e exclusão somente irão causar perdas ao desenvolvimento e aumentar o sofrimento. 

 

Enquanto enfrentamos um planeta em aquecimento, devemos redobrar nossos esforços pela paz, ajudando a mediar as mudanças de poder e de recursos que serão necessárias para contornar o aumento da temperatura no planeta, prever e solucionar os conflitos relacionados às mudanças climáticas e prepara um caminho mais sustentável, pacífico e equitativo no futuro. Devemos nos dedicar às visões da Agenda 2030 de parcerias globais para atingir diversos objetivos além do decência cimento, sendo a paz o caminho e não só um objetivo. 

 

A  Quaker United Nations Office como uma organização que busca construir a paz e a justiça ao redor do mundo, pede a comunidade internacional que:

 

  • (Re)foquem sobre a paz, a justiça e a inclusão em uma situação de resposta de crises e em endereçar a emergência climática. 

A Agenda 2030 e os ODSs mostram que o ganho só é sustentável através dos esforços de todos os governos para a paz, justiça e inclusão. Sabemos que para uma resposta à crise ser eficiente, ela precisa de ser transformativa, enraizada nas necessidades das comunidades afetadas e amarrada a esforços de longo prazo. Agora, precisamos implementar essas lições em nossas ações para endereçar as causas das emergências climáticas. Todos os governos devem se unir, pedimos que os representantes entendam que nenhuma solução técnica ou política será sustentável se não for inclusiva e equitativa.

 

  • Investimento em paz

Os desafios enfrentados pelo mundo precisam de recursos significativos. Esses investimentos terão um impacto mais sustentável quando são direcionados à criação da paz, justiça e inclusão como uma parte integral de seus objetivos de saúde, econômicos e de segurança. Pedimos que os governantes promovam uma paz sustentável de longo termo para as crises. 

 

  • Priorizar a inclusão e proteger os direitos humanos e as liberdades fundamentais

A inclusão e participação de todos é fundamental. Esse ano a exclusão das minorias aumentou e atingiu padrões sistêmicos. O desenvolvimento sustentável se baseia na inclusão e é um tópico tão importante quanto os outros. 

 

  • Afastamento de respostas securitizadoras

Em memória dos ataques de 11 de setembro de 2001, ocorridos nos Estados Unidos, trouxe a guerra ao terrorismo a tona. A alta securitização e respostas violentas não são o caminho e os governos devem procurar respostas pacíficas que respeitem os direitos humanos e promovam a inclusão de todos.

2º Encontro: Mulheres e Jovens da Amazônia

No dia 08/09/2021 teve início o curso online Mulheres e Jovens da Amazônia, realizado pelo Instituto 5 Elementos com o apoio da Bem Te Vi Diversidade e Casa do Rio, e a parceria da MNEPA, Projeto Saúde e Alegria e Instituto Zé Claúdio e Maria. O principal objetivo do curso é levar para as meninas e mulheres conhecimento e ferramentas para que elas aprendam sobre si mesmas e sobre o meio que as cerca. A temática da primeira aula foi cooperação e a temática da segunda aula foi o poder da sexualidade feminina.

 

Na primeira aula do curso, as alunas puderam se apresentar e falar como e com o que iriam contribuir com o curso, além de estabalecer acordos para tornar a jornada ainda mais prazerosa. Já na segunda aula, foi possível abordar temas ligados a menstruação, prazer feminino e seus ciclos, com as mulheres contando suas inseguranças e forças que encontram em ser mulher.

 

O curso acontece toda quarta-feira, das 9h30 até as 12h, através da plataforma Zoom.

 

Concurso Captação de Recursos para o Consumo Sustentável: uma boa ideia pode ajudar o Planeta a ser mais vivo!

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Estão abertas as inscrições do Concurso Captação de Recursos para o Consumo Sustentável: uma boa ideia pode ajudar o Planeta a ser mais vivo!

 

O concurso foi desenvolvido com o objetivo de potencializar o acesso e a venda dos livros da Coleção Consumo Sustentável e Meio Ambiente, garantindo o acesso de professores e alunos à qualidade da educação para a sustentabilidade em nosso país – tendo como foco o ODS 4 – Educação de Qualidade. Além disso, os fundos futuramente arrecadados serão utilizados na manutenção e criação de novos projetos do Instituto 5 Elementos.


Os três primeiros colocados receberão premiações.

1º Lugar – Receberá um certificado, a Coleção Consumo Sustentável e Ação, adesivos, uma camiseta, uma sacola reutilizável e ganhará a oportunidade de se voluntariar na implementação do plano de ação dentro do Instituto 5 Elementos.

2º Lugar – Receberá a Coleção Consumo Sustentável e Ação, adesivos, um certificado e uma menção honrosa de agradecimento.

3º Lugar – Receberá um certificado de agradecimento por ter participado e os adesivos do Instituto 5 Elementos.
As inscrições já estão abertas e vão até o dia 30 de setembro de 2021. Para mais informções ou dúvidas, entre em contato pelo email comunicacao@5elementos.org.br.

Hoje, 08/09, Webinário: Gênero e Natureza

WEBINÁRIO: Gênero e Natureza

 

O webinar  Gênero e Natureza, hoje,  8/9 às 19h será transmitido ao vivo pelo Youtube da Oca ESALQ/USP em https://bit.ly/3DlE8H7.

Os filmes abordados serão:

 

Afeto (Brasil, 2019), disponível de 8 a 10 de setembro no link https://ecofalante.org.br/filme/afeto,

Até o Anoitecer (Sérvia, Bósnia e Herzegovina, 2019), disponível de 29 de agosto a 9 de setembro no link https://ecofalante.org.br/filme/ate-o-anoitecer

 Omelia Contadina (Itália, França, 2019), disponível de 29 de agosto a 8 de setembro no link https://ecofalante.org.br/filme/omelia-contadina

A mediação será encabeçada por Lorena Guebara, gestora da @sustentabilidade.integral e conta com as convidadas:

 

 

Luciana Travassos arquiteta-urbanista, mestre e doutora em Ciência Ambiental (FAU-PROCAM-USP). Professora do Bacharelado em Planejamento Territorial e da Pós-graduação em Planejamento e Gestão do Território e pesquisadora do Laboratório de Planejamento Territorial, LaPlan, todos na Universidade Federal do ABC.

Mônica Pilz Borba, Educadora Ambiental, fundadora do Instituto 5 Elementos que se dedica a gestão e realização de inúmeros projetos realizados desde 1993, mestranda no PROCAM/iee

Autora de diversas publicações do Instituto 5 Elementos, desenvolvidas a partir dos projetos realizados, sempre em sintonia com políticas publicas ligadas a construção participativa de uma sociedade sustentável.

 

05 de Setembro, comemoração do nosso mais rico patrimônio ambiental !

Hoje, é o dia de celebração da  Amazônia! Apesar da incalculável riqueza ambiental, a Amazônia sofre graves ameaças. Com seus 7 milhões de quadrados sendo 5 deles em meio a florestas, habitat de inúmeras espécies, um bioma extremamente rico, sofre de grave ameaça.

 

 

0 Instituto 5 Elementos, através de nosso trabalho de Educação Ambiental e alinhados com a Agenda 2030, promove a conscientização e educação ambiental, para que crianças, jovens e adultos,  mesmo que à distância, possam em suas ações contribuir a fim de minimizar o terrível impacto ambiental por qual a Amazônia está  sendo dizimada.

 

 

O Instituto 5 Elementos faz parte do GT Agenda 2030.

 

HOJE – Mudanças Climáticas e Governança

O Presidente do Conselho Consultivo do Instituto 5 Elementos, Professor Pedro Roberto Jacobi, participa hoje com demais professores e estudiosos em mudanças climáticas e  ambientalistas, do ciclo de mesas redondas do ENNANPAS – Século XXI em Perspectiva,  que acontecerá de 05 a 08 de outubro/2021 em Campinas.

 

A referida mesa, acontece hoje às 19:00h ao vivo nos canais da ANPPAS no Youtube e Facebook.

Acesse e participe!

 

 

MapBiomas lança novas ferramentas e coleção atualizada de mapas de cobertura e uso da terra

Mapeamentos históricos das cicatrizes do fogo e da superfície da água no Brasil, além da coleção atualizada de mapas de cobertura e uso da terra, foram lançados no  mês de agosto pelo Projeto MapBiomas. O primeiro evento da série Brasil Revelado 1985-2020 foi  dia 16/08 com o lançamento da Coleção 1 do  MapBiomas Fogo. Todos os lançamentos com  apresentação e debate ao vivo no canal do MapBiomas no Youtube (@mapbiomasbrasil) e também no Facebook (@mapbiomas).

 

A Coleção 6 também chegou com novidades e aprimoramentos no mapeamento de uso e cobertura da terra no Brasil. O novo mapeamento inclui dados de 2020, ampliando a série histórica de uso e cobertura da terra no Brasil de 1985 a 2020, além de novas classes.

 

Acompanhe as transmissões:

 

Saiba mais sobre as novas plataformas:

 

MapBiomas Fogo: Iniciativa pioneira de mapeamento histórico das cicatrizes do fogo em todo o território brasileiro gera o mais abrangente banco de dados sobre áreas queimadas do País, com dados inéditos – e preocupantes. Conheça as cicatrizes deixadas pelo fogo no Brasil de 1985 a 2020.

 

MapBiomas Água: Conheça a redução da superfície de água no território brasileiro. A nova plataforma MapBiomas Água contará com dados inéditos de séries históricas mensais e anuais, de superfície de água no Brasil mapeadas com imagens Landsat, no período de 1985 a 2020.

 

“Projeto MapBiomas – é uma iniciativa multi-institucional para gerar mapas anuais de uso e cobertura da terra a partir de processos de classificação automática aplicada a imagens de satélite. A descrição completa do projeto encontra-se em http://mapbiomas.org“.

Programa Estadual de Educação Ambiental é entregue as Secretarias de Meio Ambiente e Educação

No dia 25 de agosto, durante a reunião ordinária da  Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental-CIEA-SP, foi entregue  a minuta do Programa Estadual de Educação Ambiental-ProEEA ao Subsecretário de Meio Ambiente Eduardo Trani e a Vanessa representante da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

A Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental do Estado de São Paulo – CIEA-SP, é instância colegiada criada pela Lei Estadual 12.780/2007 – Política Estadual de Educação Ambiental- PEEA com representantes de diversos seguimentos e o Instituto 5 Elementos esta presente neste primeiro mandato  com a finalidade acompanhar, propor  e avaliar a implementação da Política Estadual de Educação Ambiental.

 

No âmbito da CIEA foi criado um Grupo de Trabalho-GT com a incumbência de subsidiar a elaboração do ProEEA  dedicado ao desenvolvimento das contribuições da Comissão e seus pares para a criação do Programa Estadual de Educação Ambiental. Este processo de elaboração do Programa  durou um ano e foram realizadas dezenas de reuniões que acolheram mais de 200 contribuições ao documento.

 

Foram mais de 10 encontros promovidos pela CIEA,  Repea, Instituto 5 Elementos, Universidades, Comitês de Bacias, Órgãos Estaduais entre outros. “Há tempos  educadores incansáveis se dedicam a este processo de articulação e fortalecimento das ações e programas  de Educação Ambiental por meio da criação ou implementação de políticas públicas ambientais”, comenta Patrícia Otero.

 

O Programa Estadual de Educação Ambiental tem como objetivos específicos:

I – integrar a educação ambiental às diversas políticas públicas que organizam e regulam a vida em sociedade com vistas à formação de uma cidadania crítica e à transição para  sociedades sustentáveis no estado de São Paulo;

II – propor orientações gerais e instrumentos para a implementação da Política Estadual de Educação Ambiental para o conjunto do Estado e da sociedade paulista;

III -promover a ambientalização das diversas políticas públicas de modo transversal e estruturante, por meio de processos educadores e em diálogo permanente com os diversos atores e grupos  sociais.

 

Na reunião de entrega do Programa,  participantes ressaltaram a importância da incidência da EA nas diferentes politicas públicas e os processos educadores  em diálogo com orientações e instrumentos para sua  a implementação. Foi apontada também  a necessidade da articulação do ProEEA com o Plano de Ação Climática-PAC,  sendo urgente a formação na educação sobre segurança e adaptação às mudanças climáticas.

 

O Secretário Trani e a representante da Secretaria da Educação receberam a minuta do ProEEA, elogiaram  o trabalho realizado pela CIEA e levarão  às instancias do governo para os encaminhamentos burocráticos.

 

Conheça nossa história e atuação clicando aqui.

 

Últimos dias para inscrições no Curso On-line , Mulheres e Jovens da Amazônia

 

 

Você Mulher da Amazônia, não pode perder. Venha fazer parte deste curso on-line promovido pelo Instituto 5 Elementos e alinhado com os conceitos da Agenda 2030 Para o Desenvolvimento Sustentável.

 

O curso tem como abordagem, saúde, empreendedorismo, meio ambiente, sexualidade e seus direitos!  Você precisa estar conosco neste movimento,  esse plano de  ação para a melhoria do planeta e a prosperidade, conhecendo e atuando  no campo de nosso Universo Feminino.

 

CURSO 

 

Quando:  de 8 de setembro a 17 de novembro todas as 4as feiras

Horário: das 9h30 às 12h (horário de Brasília).

 

Para mulheres, jovens e trans a partir de 15 anos.

 

Inscrições até 27 de agosto ou até serem preenchidas todas as vagas, por ordem de chegada.

Garanta já sua participação, preenchendo a ficha de inscrição.

Sua participação é importante, conheça mais o Instituto 5 Elementos.

 

Nossos projetos continuam durante a pandemia e,  queremos dar andamento em nosso compromisso  de promovermos  a Educação Ambiental alinhados com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável presentes na Agenda 2030.

 

Conheça as importantes ações que desenvolvemos durante esse período mas, precisamos de sua doação,  sua participação para que continuemos com nosso propósito de conscientizarmos sobre a Educação Ambiental e o Desenvolvimento Sustentável.

 

 

Saiba mais em:https://bityli.com/DkfCi

 

Inscrições Curso on line Agenda 2030 – Mulheres e Jovens da Amazônia

Um curso online do universo feminino para você mulher da Amazônia ter aprendizados sobre sexualidade, seus direitos, saúde, empreendedorismo, meio ambiente e a Agenda 2030 para estar conectada ao planeta Terra.

 

CURSO 

 

Quando:  de 8 de setembro a 17 de novembro todas as 4as feiras

Horário: das 9h30 às 12h (horário de Brasília).

 

Para mulheres, jovens e trans a partir de 15 anos.

 

Inscrições até 27 de agosto ou até serem preenchidas todas as vagas, por ordem de chegada.

Garanta já sua participação, preenchendo a ficha de inscrição.

 

 

Aulas e temas

Aula inicial 1: Apresentação do curso. Consciência da cooperação e descobrindo o viver em Comum-Unidade

 

Aula 2: Sexualidade e ciclos da mulher

 

Aula 3: Gênero e diversidade sexual

 

Aula 4: Desigualdade de gênero começa na infância

 

Aula 5: Direitos da Mulher e dados da realidade na Amazônia

 

Aula 6: O que é uma política pública e como funciona a gestão pública na prática

 

Aula 7: Legislação eleitoral, cotas por sexo e reformas políticas

 

Aula 8: Agroecologia conectada ao empreendedorismo e as redes sociais

 

Aula 9: Degradação ambiental e Pandemias

 

Aula 10: Juventude e Meio Ambiente – Programas internacionais

 

Aula 11: Encerramento

 

 

Datas dos encontros online:

 

Setembro: 8,15,22,29

Outubro: 6,13,20,27

Novembro: 3,10,17

 

Será emitido certificado de participação no curso para as que tiverem  75% de presença.

 

Dúvidas e detalhes procure a instituição mais perto de você mandando uma mensagem pelo WhatsAPP:

 

Casa do Rio – 92 98433 6547

Coletivo Xelimbabos -91 98146 9884

Instituto 5 Elementos – Educação para Sustentabilidade – 11 9663 7 7816

Instituto Zé Claudio e Maria -94 98196 9760

Movimento de Mulheres do Nordeste Paraense – MMNEPA– 91 991964395

Projeto Saúde e Alegria – 93 99161 6056

 

Realização

 

 

 

 

 

Apoio

Parcerias

Coletivo Xerimbabos

 

Contato: comunicacao@5elementos.org.br

Live com Patricia Otero sobre Meio ambiente e saúde: um diálogo urgente

O Comitê de Bacias Hidrográficas Tietê Jacaré esta promovendo encontros sobre a participação social na gestão das águas.

 

Nesta quarta-feira, dia 28/07, das 19h as 20h Patricia Otero do Instituto 5 Elementos participará da  Live: Meio ambiente e saúde: um diálogo urgente.

 

“Vamos contar sobre nossa experiência  em educação ambiental  nos Comitês de Bacias no Estado de São Paulo e nossa  atuação no GT Saúde Única da CIEA-SP que vem discutindo com diversos segmentos  sobre a abordagem Saúde Única na Educação Ambiental”  comenta Patricia.

 

Esperamos por vocês.

 

Link para a live: https://www.youtube.com/watch?v=Z0HJkcETIHs